Translate

28 de junho de 2011

1964 Campanha do 1º título estadual da Desportiva Ferroviária

É 1965 mas o estadual é relativo ao ano de 1964, a Tiva entrava em campo para seu primeiro campeonato estadual, a equipe grená que na verdade não era grená e sim canarinho, pois eram as cores que poderiam causar menos conflito entre as equipes que participaram da fusão para a criação da Desportiva Ferroviária...As equipes eram Vale do Rio Doce, Ferroviário, Cauê, Guarany, Valeriodoce e Cruzeiro, as cores foram essas por serem as cores da seleção brasileira, para muitos a equipe viria para ser coadjuvante e apenas participar, mas quem olhar as contratações feitas sabia que a Tiva seria páreo duro, afinal seu elenco era recheado de jogadores do Santos atual campeão da Taça Cidade de Vitória.

 A campanha do nosso primeiro estadual teve inicio com uma vitória pra não deixar dúvidas sobre oque a equipe almejava neste estadual, mostrando que o time não vinha só para participar do estadual. Logo de cara um 4x0 no Santos em Vila Velha,  no dia 26 de janeiro de 65, devido ao calendário nacional caótico que convenhamos dura até hoje se prestarmos atenção.

Wilson Vassalo era o treinador da equipe. Na segunda rodada 31 de janeiro empate em 1x1 contra o Americano, na terceira rodada novo empate, 3x3 contra o Estrela dia 12 de fevereiro, no dia 21 de fevereiro o time volta a vencer, 2x1 no Caxias, na 5ª rodada o time começa a ser dirigido por Gentil Cardoso um técnico conhecido no País por suas frases atípicas tais como as abaixo.


"Futebol é uma caixinha de surpresas";
"quem se desloca recebe, quem pede tem preferência";
"o craque trata a bola de você, não de excelência";
¨a bola é de couro o couro vem da vaca,vaca gosta de grama então joga com a bola no chão na grama... ¨ 
"só me chamam pra enterro, ninguém me convida pra comer bolo de noiva"  (em alusão ao fato de muitas vezes ter sido lembrado para dirigir times em momentos de turbulência).

Nos treinamentos, era comum se utilizar de megafone para falar com os atletas. Alem de já ter  dirigido  Flamengo, Fluminense, Botafogo , Vasco, Coritiba e a seleção brasileira no  sul americano em 1959...

Estreou com derrota no clássico contra o Vitória por 2x1 dia 13 de março. As coisas melhoraram na rodada seguinte ótima vitória sobre o São Silvano por 5x0, Diogo deu show marcando 3 vezes, sendo o único lateral a marcar 3 vezes na mesma partida pela Tiva, Elias e João Carlos fecharam a goleada. porém na rodada seguinte derrota por 2x0 para o Rio branco fez a torcida esquecer a goleada,  fechando o primeiro turno 2x1 no Vila Nova...
A goleada histórica

Na abertura do segundo turno derrota surpreendente para o Santos de Aribiri, o mesmo que havia sido goleado por 4x0 na estréia dois meses antes, foi a despedida de Gentil do comando da Ferroviária, logo após essa partida foi para o América/RJ. Em seu lugar assumiu Adeildo Pereira de Lima "o Pernambuco", sobre muita desconfiança, afinal o time era assumido por um ferroviário que só tinha no currículo a experiência de ter sido treinador do Ferroviário Sport Club uma das equipes da fusão. E para a surpresa de todos o time venceu e venceu muito bem nas partidas seguintes, 3x0 no Americano e 4x1 no Estrela do Norte, nos 4x1 os gols foram de  Bezerra 14 fez 1x0, no primeiro tempo , no  2º tempo Arinos aos 11, Wilson 14 Batista 32 deram números finais a goleada, e não parou por ai, 2x1 no Caxias e arrasou o Vila Nova por 10x1 nossa maior goleada até então...Bezerra e Cunha marcaram 3 gols cada, Silvinho dois e Diogo, Maurélio completaram a surra grená (entenda-se canarinho). Wilson Vassalo auxiliava Pernambuco...2x0 no Vitória...2x1 no São Silvano e para fechar o returno com chave de ouro 1x0 no maior rival gol de Bezerra o matador da equipe no estadual...Com esse resultado o turno teria que ser decidido em um jogo extra onde se o Rio branco vencesse seria o campeão de 1964.
súmula do histórico 10x1

Essa partida aconteceu dia 12 de junho de 1965 uma partida digna de filme, onde drama, alegria, tristeza e todos os ingredientes necessários para um filme de sucesso foram misturados...O Rio branco marcou 1x0...Agora era segurar a equipe da Desportiva e comemorar o título estadual de 64, isso funcionava até quase 40 do segundo tempo quando Diogo empatou a partida com sua canhota privilegiada com gol olímpico...O jogo termina...Nada disso! vamos para mais 15 minutos de prorrogação onde o Rio branco precisa marcar um gol e o estadual termina ali...Os deuses do futebol gostam de brincar com as emoções do povo, pois não é que o rival marcou o gol que precisava para ser campeão! isso aconteceu no fim  da prorrogação, Gelsinho fez oque muitos contavam como sendo o gol do título, tanto é que a torcida da Ferroviária já começava a deixar o estádio, afinal oque poderia se fazer com menos de 3 minutos???
Como já disse os deuses do futebol são muito sádicos...quando tudo parecia perdido Simonassi que vinha do banco empatava novamente a partida...ninguém conseguia acreditar como em menos de 5 minutos as coisas mudaram tanto, com um título certo escapar assim das mãos alvinegras...
Juca o herói dos penais
La foram eles, os guerreiros para mais 15 minutos de batalha...nos 15 minutos seguintes a bola não balançou mais as redes, então restou o momento mais dramático da partida  foram eles para os pênaltis. Já haviam se passado mais de  90  minutos do tempo normal e os 30 da prorrogação e nada de se saber como seria o estadual Rio Branco campeão ou mais duas partidas da final contra a Tiva.
Uma curiosidade os penais não eram decididos igual é nos dias de hoje onde 5 jogadores diferentes cobram alternadamente, na época eram dois jogadores apenas, Arinos pela Tiva e João Francisco pelo rival, para piorar nossa situação Adjalma não estava mais em campo por ter saído lesionado restando a Juca um trabalhador ferroviário a missão de ser o guarda metas. Pois bem ele fez muito bem o seu trabalho diga-se de passagem defendendo dois penais e a Desportiva vencendo por 2x1 enfim encerrava a partida extra com o título grená do segundo turno...


Bezerra artilheiro de 65
Porém o Rio branco como mau perdedor entrou na justiça alegando que Vicente e Mateus disputaram o dois estaduais por equipes distintas, o carioca no caso pois mesmo sendo em 65 o estadual correspondia ao estadual de 64, de início os mau perdedores venceram na justiça, porém umas duas semanas depois a Desportiva conseguiu resultado a seu favor, durante esse período o Rio Branco enfrentou Flamengo e Fluminense em amistosos e empatou os dois, ótimos motivos para o time ir com confiança para a final, mas como o futebol não é uma ciência exata levaram um baile sendo derrotados por 3x1 na partida de de dia...gols de Cunha, Maurélio e Silvinho a Desportiva simplesmente não deu chances aos adversários e foi soberana em campo ficando a um empate de se sagrar campeã capixaba pela primeira vez em sua história, com vantagem para a partida de volta as coisa foram  se encaminhando para o lado da Tiva...

Na volta Bezerra marcou os dois gols grenás enquanto João Francisco e Gelsinho marcaram os do rival, o empate já  dava o primeiro título para a Desportiva quando  já eram quase 40 do segundo tempo quando Cunha marcou o terceiro gol da Ferroviária decretando de vez o enterro do rival...fim de jogo Desportiva Ferroviária campeão do campeonato capixaba de 1964, vencendo por 3x2 o Rio Branco e podendo gritar pela primeira vez...
ÉÉÉÉÉ CAMPEÃO!!! 

Isso tudo acontecendo com  2 anos, 17 de Junho de 1965 havia completado 1 ano e no dia 4 de Julho o 1º título estadual, Rio Branco via que o monopólio no Espírito Santo estava oficialmente encerrado...Durante anos era cara ou coroa...ou era a Desportiva campeão e o Rio Branco coroa, como é conhecido por asilo pelos torcedores grenás a coroa deixa pra eles né...

Campeonato Capixaba 1964  (jogado 1965)
Turno
Desportiva   4x0 Santos de Aribiri     26/janeiro
Americano/ES 1x1 Desportiva           31/janeiro
Estrela do Norte 3x3 Desportiva        13/fevereiro
Desportiva   2x0 Caxias                     21/fevereiro
Desportiva   1x2 Vitória/ES              13/março
Desportiva   5x0 São Silvano            20/março
Rio Branco 2x0 Desportiva               27/março
Vila Nova/ES 1x2 Desportiva   04/abril

Returno
Desportiva  0x1 Santos de Aribiri   11/abril
Americano/ES  0x3 Desportiva 20/abril
Estrela do Norte 1x4 Desportiva      02/maio
Caxias 1x2 Desportiva             09/maio
Desportiva   10x1 Vila Nova/ES 12/maio
Vitória/ES 0x2 Desportiva               23/maio
São Silvano 1x2 Desportiva            29/maio
Desportiva   1x0 Rio Branco          06/junho

Partida extra  2º turno
Desportiva  1x1 Rio Branco         12/junho
prorrogação 
Desportiva  1x1 Rio Branco
no pênaltis 
Desportiva  2x1 Rio Branco

Final partida de ida
Desportiva  3x1 Rio Branco            27/junho

Final partida de volta
Rio Branco 2x3 Desportiva            04/julho
19 jogos 13 vitórias 3 empates 3 derrotas 50 gols marcados 19 sofridos e 31 de saldo

        Associação Desportiva Ferroviária campeã capixaba de 1964

                                               
primeiro uniforme usado oficialmente, isto  no torneio início, quando usou camisas do Cauê
e calções
 do Ferroviário SC equipes participantes da fusão 

E até o ano de 1965 este seria nosso uniforme oficial,quando viramos grenás
Elenco campeão de 1964

                            



Santos time base da Desportiva Ferroviária 


 Primeiro time da Desportiva, em julho de 1963.Da esquerda para direita João Pereira,Zé Henrique,
H. Wilson, Toninho, Alcione.Agachados Tonho, Salomão, Nanau, Zé Gordo e Nonô 
                      

página facebook