Translate

17 de junho de 2014

Desportiva Ferroviária 51 anos de história


Mais um 17 de junho, e  com ele mais um aniversário da fundação da Associação Desportiva Ferroviária Companhia Vale do Rio Doce. Fundada em 17 de junho de 1963 em Jardim América,Cariacica região metropolitana de Vitória no Espírito Santo. A Desportiva veio através da união  a partir de clubes formados por ferroviários trabalhadores da Companhia Vale, que tinham o futebol como forma maior  de entretenimento...

Associação Atlética Vale, Associação Esportiva Vale do Rio Doce que ficou mais conhecida como Valério, Ferroviário Sport Club, Associação Atlética Cauê, Esporte Clube Guarany, foram as equipes com  representantes no dia da votação que decidiu pela fusão dos clubes criando a Desportiva Ferroviária  em 1963, se sabe que um clube amador chamado Cruzeiro Esporte Clube também teve uma pequena participação na fusão e aparece como um dos clubes em várias citações porém eles não tiverem membros nos 25 conselhos do novo clube, que foram distribuídos da seguinte forma : Ferroviário com 14, Vale 5, Cauê 3, Guarany 2 e Valério 1.



De acordo com o livro "Os trilhos da História" e da Revista "História da Desportiva Ferroviária " de 1969 estavam presentes nesta reunião : Izo Barbosa (secretário), José Geraldo Leal Pessoa, Lino dos Santos Gomes, Pedro Carlos Drews, João de Assis Oliveira, Juvenal Nascimento, Jacy Seidel Ferreira, Humberto Fernandes Patrício, Luiz Gonzaga Ribeiro da Silva, Adegil Abreu Oliveira, Altino de Souza, Waldomiro Pereira Lima, Horácio Oliveira Dias, Aladir Ferreira Lírio,  Arthur Dias  Pimenta, José Oliveira Santos, Nercy Theodorício dos Santos, Adeildo Pereira Lima, Darci de Souza Neves, Rubens Sales Primo, Adão Miranda Campos, Theodorico Manoel João, Haroldo Aguiar do Nascimento, Waldir Monteiro, João Ferreira Lima, Moacyr Pereira de Souza, Manoel Rodrigues, Jacy Paradizo, Francisco Lopes, José Coradine e Humberto Balbi. 
O destino quis que Waldomiro Pereira Lima(foto a lado) um dos dois representantes do E.C Guarany ultimo a votar fosse o voto de "Minerva". Não sem antes um alvoroço tomar conta da votação,afinal dos 24 votantes metade era a favor metade era contra a fusão dos times eis que Waldomiro pronunciou a frase "sou pela fusão"...Estava decretado, ali surgia um gigante capixaba sem dúvida uma das equipes mais simpáticas e carismáticas do Brasil,o clube que sabe fazer amigos.

A partir deste 17 de junho o futebol capixaba jamais seria o mesmo, A Desportiva é o clube capixaba com mais participações em competições nacionais, seja brasileiro série A, B e Copa do Brasil, e ainda tem a Taça São Paulo de futebol Junior, derrotou praticamente todos os grandes do Brasil, conquistou vários títulos estaduais e revelou vários craques para o futebol nacional. Mas nesta postagem vamos viajar pela história dos times que se uniram para criar a Desportiva Ferroviária.


Dos 6 clubes que se tem conhecimento que participaram da fusão dois em especial merecem destaque A.A Vale e Ferroviário S.C, que são os dois que se tornaram profissionais e  disputaram competições oficiais, as demais equipes não se arriscaram neste "mundo" e permaneceram apenas no cenário amador capixaba.



            

Associação Atlética Vale do Rio Doce

Mais conhecida como Vale foi fundada em 1º de julho de 1943, ficava no terreno na Ilha de Santa Maria, era formada por funcionários do escritório da CVRD (Companhia Vale do Rio Doce) e foi o clube de mais sucesso antes da fusão, disputou o Estadual mais de 10 vezes. Sua maior glória foi conquistar a Taça Cidade de Vitória de 1962 ultimo ano de vida, fechando sua história com chave de ouro. Em 1945 já jogava o campeonato estadual de profissionais, conquistou a Taça Cidade de Vitória em 1962 ultimo ano do clube, e caso não fosse a mudança arbitraria do regulamento de 1948 onde a Vale conquistou o título estadual porém após vários dias do encerramento a federação simplesmente mudou tudo, e fez a Vale enfrentar o Cachoeiro campeão do Sul do estado teriam conquistado um título estadual,  resultado com o time já desmontado e sem treinar foi desfigurado montado em cima da hora em um  verdadeiro cata cata para esta final invetada o título se foi. Era comum declarar campeão capixaba o clube que vencesse a disputa apenas com clubes da capital, só em 1930, 1936 e 1944 foram disputas partidas entre o time campeão da capital contra o do interior, seria justo se fosse avisado desde o início da disputa oque não ocorreu em 1948. Em 1959 a Vale mais uma vez ficou com o vice campeonato desta vez perdendo na melhor de 3 para o Rio branco.
Poucas pessoas sabem que a Vale se arriscou a enfrentar o time do Fluminense-RJ em amistoso, esta partida ocorreu em 22 de julho de 1947 no estádio Governador Bley, o resultado claro derrota que já era de se esperar, mas os 9x0 foram demais, Fernando Taminiano foi quem apitou este massacre



Associação Atlética  Vale e seu manto
No campeonato capixaba de 1947 a Vale entrou na disputa não levou o título mas só as surras que aplicou em Vitória e Rio Branco já valeram o ano, a estréia foi em 6 de junho empate sem gols com o Santo Antônio, duas derrotas para Vitória e Rio branco os bichos papões do estado eram normais, na 4ª partida veio a primeira vitória diante do Americano por 2x0, duas derrotas em seguida antes de voltar a enfrentar a dupla de ferro não era nada motivador....mas!!! isto não foi visto dentro de campo pois a Associação Atlética Vale deu um banho de bola tanto no Vitória quanto no  Rio branco, no dia 13 de outubro a Vale sapecou 3x0 no Vitória, em 1º de novembro enfiou 4 no Rio branco, o time começou a jogar demais nestas ultimas 4 partidas do estadual além destas duas vitórias vieram a goleada de 3x0 no Americano e um  3x1 no Caxias...terminando com 11 pontos em 10 jogos, foram 5 vitórias, 1 empate e 4 derrotas, com 21 gols  marcados  e 15 sofridos chegando em 3º lugar atrás apenas de Santo Antônio com 12 e Rio branco com 15...era uma amostra do que seria a Vale no ano seguinte campeão da capital 1984.



Campeonato capixaba de 1947

06 de junho          Vale 0x0 Santo Antônio
20 de junho          Rio Branco 3x1 Vale
02 de agosto        Vitória 2x0 Vale
24 de agosto        Vale 2x0 Americano
27 de setembro    Caxias 4x3 Vale
05 de outubro       Santo Antônio 3x2 Vale
13 de outubro       Vale 3x0 Vitória
01 novembro        Vale 4x2 Rio Branco
29 de novembro   Vale 3x0 Americano
09 de dezembro   Vale 3x1 Caxias





1º de maio de 1943 Taça
Cidade de Vitória 
Em 1958 a Vale foi vice campeão do torneio início a primeira partida foi o jogo que mais gerava problemas extra campo na época Vale x Ferroviário, dois times da Vale que não se bicavam, era uma rivalidade que gerava até  risco de morte entre os funcionários, que da Vale eram maioria do escritório e do Ferroviário era de operários, daí se tinha idéia do que poderia rolar nos encontros, uma coisa era certa muita provocação de ambas as partes que se encontravam quase que diariamente, o placar foi 2x2 e nos pênaltis a Vale venceu por 2x1 se classificando, na partida seguinte derrotou o Rio branco por 1x0...na final caíram para o Vitória  por 1x0, as partidas foram disputas em 20 de maio no estádio Governador Bley. O vice voltou a se repetir 21 de maio em 1961. Na partida de abertura vitória da Vale por 2x1 frente ao Santo Antônio,depois a vitória veio nos pênaltis por 3x2 após empate em 0x0 contra o rio branco,a final o Caxias venceu por 1x0 e levou a melhor,mais uma não foi desta vez que a Vale levantava um troféu.


     




Algumas poucas partidas são encontradas abaixo umas delas
Taça Cidade de Vitória de 1954

19 de Julho---------- Vitória 2x1 Vale
16 de novembro --- Vitória 3x0 Vale
Taça Cidade de Vitória de 1955
17 de julho ---------- Vale 1x1 Santo Antônio
11 de setembro----- Santo Antônio 1x1 Vale



1963 a ultima competição que  a Vale disputou antes da fusão, destaque para os 4x0 sobre o União E.C, 3x0 no Vitória e os 3x1 no Ordem e Progresso última vitória em competição oficial. 


20 de janeiro 
Vale 4x0 União Manufatora
03 de fevereiro
 Vale 4x2 Santo Antônio
09 de fevereiro
 Vitória 0x3 Vale
17 de fevereiro
 Vale 1x3 Rio Branco
02 de março
 UACEC 2x2 Vale
09 de março
 Vale 3x1 Colatinense
24 de março
 Vale 0x1 Ordem e Progresso
31 de março
 Vale 1x1 Santo Antônio
06 de abril
 Vale 4x3 Ypiranga
14 de abril
 Rio Branco 0x0 Vale
21 de abril
 Vale 2x2 UACEC
28 de abril
 Colatinense 1x2 Vale
05 de maio
 Ordem e Progresso 1x3 Vale
11 de maio
 Santo Antônio 2x1 Vale
19 de maio
 Ypiranga de Mimoso do Sul 2x2 Vale 
26 de maio
 Vale 2x2 Rio Branco

                       

Ferroviário Sport Club

O Ferroviário Sport Club  que no início era preto e branco com 17 sócios quando foi fundado em 10 de agosto de 1945, seus jogos no tempo de amador eram onde hoje fica a estação Pedro Nolasco em frente ao Estádio Engenheiro Alencar Araripe da Desportiva. Na década de 50 entrando na vida profissional mandava suas partidas no próprio local e no Estádio Governador Bley em Vitória, o time chegou a ter mais de 800 sócios, e mudaram as cores assumindo assim o amarelo e preto que  foi no início dos  anos 50, onde também passaram a usar o terreno onde hoje é o estádio Engenheiro Araripe, antes disso mandou muitos jogos no Morro da Companhia de Itaquari.  
Disputou algumas competições oficiais como Estadual série A pelo menos 5 vezes e Série B outras tantas, conquistou o título da Série B em 1957 ao derrotar o Santa Cruz F.C de Vitória na melhor de 3 partidas, naquela época a Série B era dividida em 3 Zonas, Norte, Centro e Sul, o Ferroviário foi campeão da Zona Sul após golear o E.C Guarany   também formado por funcionários da Vale por 5x0, gols de Valter e Cristiano dois cada e Zezito uma vez. A escalação foi com Max, Heromar, Valdeci, Cristiano, Adilson, José Brito, Jonas, Valdemar (Jorge), José Luiz, João Candio (Arlicio) e valter.
Foram várias participações nos anos 50 no profissional, em 1961 por exemplo disputou a Taça Cidade de Vitória terminando com 4 vitórias,4 empates e 10 derrotas marcou 21 gols sofreu 31 nas 18 partidas jogadas.


Ferroviário começou preto e branco depois adotou amarelo e preto

As emoções ficava ficavam por conta mesmo quando enfrentava seu grande arqui rival Vale, Em 1961 o Ferroviário jogou o Torneio Início mas não passou do primeiro jogo após empatar em 0x0 com o Rio branco acabou perdendo nos pênaltis por 2x1 em 21 de maio. Mas foi em 1958 que aconteceu um encontro marcante, contra a A.A Vale que por ser da mesma empresa CVRD havia uma rivalidade de funcionários muito grande, a partida foi muito movimentada e por ser pelo Torneio Início onde não duravam o tempo regulamentar geralmente era com duração de 20  a 40 minutos, o 2x2 foi emocionante indo assim para as penalidades, quem venceu foi a Vale por 2x1 passando a fase seguinte. Em 9 de junho de 1963 o Ferroviário S.C entrou em campo pela ultima vez, derrotando o Corinthians capixaba por 2x1.





o 1º escudo do Ferroviário


bandeira original dos anos 50
bandeira reproduzida  em 2014
                                    
                                                           
O Esporte Clube Guarany, que teve o voto final  com Waldomiro que decidiu pela união das equipes para formar a Desportiva Ferroviária tem a data de fundação de 1º de novembro do ano de 1951 pelos funcionários das oficinas da Vale  do Rio Doce localizadas em Itaciba no  município de Cariacica. A equipe do Esporte Clube Guarany não obteve títulos no chamado futebol profissional, limitou-se a participações na segunda divisão como em 1956 e 1957, o clube era mais uma forma de divertimento dos funcionários da oficinas da Vale. Na imagem ao lado os uniformes oficias  do time que era nas cores vermelha e branca e exemplo do que era o Associação Esportiva Valério, no caso do Valério a homenagem era ao Valério-MG de onde muitos ferroviários vieram para trabalhar tanta na ferrovia Vitória-Minas quanto nas oficinas da Companhia Vale do Rio Doce.








Esporte Clube Guarany




Associação Atlética Cauê







Uniformes da A.A Cauê
A equipe do Cauê foi fundada em 11 de agosto de 1957 no Bairro Porto de Santana em Cariacica, também não se tornou profissional, o nome vem em homenagem ao Pico do Cauê situado em Itabira Minas Gerais de onde vieram muitos funcionários para trabalhar no Espírito Santo, as cores verde e amarelo do Cauê  acabaram coincidentemente  por ser tornar as cores oficiais da Tiva até 1965 pois agradava a todos sendo as cores da seleção que era atual Bi campeão mundial 1958 e 1962. Na  Taça Brasil de 1965  foi adotado o grená em homenagem as cores da locomotiva que fazia diariamente a viagem Vitória-Minas. A primeira partida oficial da Desportiva foi usando a camisa do Cauê, meiões e calções do Ferroviário SC em 7 de julho de 1963 no empate em 0x0 com o Vitória no Torneio Início. Se tem notícias de um Cauê em Vitória mas faltam registros sobre a ligação deles com a CVRD. Em 19 de maio de 1963 o Cauê empatou com o Corinthians-ES em 0x0 sendo esta sua ultima partida antes da fusão. O clube canarinho se envolveu um grande polêmica com a diretoria da Vale (a empresa não do time de futebol), durante a construção de sua sede  empresa acabou fazendo uma intervenção na obra, a confusão é que foi usado dinheiro dos funcionários ferroviários nesta construção sem o conhecimento da diretoria da Cia Vale do Rio Doce. Inclusive vários denuncias que o Rubens Bley diretor da obra retirava os trabalhadores no meio do seu turno para trabalhar na construção atrapalhando a produção da empresa, e também que o mesmo mandou queimar o material que sobrou da obra para não ser reutilizado pelos próprios funcionários que terminaram a obra. Mesmo depois de pronto o Clube do Cauê seguiu dando dor de cabeça a empresa, agora eram as noitadas dos funcionários que consumia suas energias fazendo a produção cair no dia seguinte.



As locomotivas que inspiraram nosso manto grená




2013 no cinquentenário da Desportiva usamos o laranja

   Associação Esportiva Vale do Rio Doce


 Fundado em 1º de janeiro de 1959 a Associação Esportiva Vale do Rio Doce de Itaciba ficou mais popularmente conhecida como Valério também chamado de Valeriodoce, até mesmo para não confundir com a Associação Atlética Vale, além de ser uma espécie de homenagem ao clube mineiro Valério de Itabira, devido a falta de informações  o escudo  criado não pode ser adotado como 100% de certeza como sendo o oficial usado pelo Valério. A mesma coisa se aplica ao Cruzeiro Esporte Clube que por não disputar competições oficias nada se encontra, na verdade o Cruzeiro é mais lembrado por ser outro clube de funcionários da CVRD do que por sua participação na fusão propriamente dita, afinal o Cruzeiro não teve votos nas reuniões que debateram e decidiram pelo sim da fusão.





Cruzeiro Esporte Clube


Time da Associação Atlética Vale antes de uma partida em 1961
Ferroviário Sport Club em 1953

1963  Desportiva se apresentou pela primeira vez, camisas do Cauê calções e meiões do Ferroviário (o escudo é apenas uma ilustração pois ainda não era oficial.

Imagens  da Associação Atlética Cauê retirados da internet (facebook)

 




O maquinista  mascote da Desportiva, original  dos anos 60

                                                                 Nosso lindo hino